sexta-feira, julho 28, 2017

Gonorreia, uma DST cada vez mais resistente aos antibióticos

 sexta-feira, julho 28, 2017  |  Redação PAN  Mundo


A gonorreia está se tornando cada vez mais difícil de tratar por sua crescente resistência aos antibióticos - advertiu a Organização Mundial de Saúde (OMS).

De acordo com a OMS, 78 milhões de pessoas contraem a doença a cada ano.

"A bactéria responsável pela gonorreia é especialmente inteligente. Cada vez que usamos um novo tipo de antibiótico para tratar da infecção, a bactéria evolui para resistir a eles", explica a doutora Teodora Wi, em um comunicado da OMS, destacando a necessidade de desenvolver "novos medicamentos".

Baseando-se em dados de 77 países, a OMS adverte contra uma "resistência ampliada aos antibióticos mais antigos, que também são os mais baratos".

"Em alguns países, em particular os de renda elevada, onde a vigilância é mais eficaz, detectam-se casos de infecção impossíveis de tratar", completa a nota da OMS.

Segundo a OMS, "o menor uso dos preservativos, o maior número de viagens, as baixas taxas de detecção da infecção, assim como um tratamento inadaptado" contribuem para o aumento dos casos.

A gonorreia é uma infecção que pode afetar os órgãos genitais, o reto e a garganta. É transmitida durante a relação sexual sem proteção por via oral, anal e vaginal.

"As complicações afetam muito mais as mulheres, que se expõem, em particular, a um risco de doença inflamatória pélvica, a uma gravidez extrauterina, à esterilidade, assim como a um risco aumentado de infecção do vírus HIV", destacou a OMS.

Apenas três novos medicamentos se encontram em estudo atualmente.

"Buscar novos antibióticos não é muito atrativo para os laboratórios farmacêuticos", aponta a OMS.

A razão principal - denuncia a organização - é que "esses tratamentos são ministrados unicamente durante períodos curtos".

A OMS se associou à entidade independente Iniciativa Medicamentos contra as Doenças Esquecidas para tentar desenvolver novos antibióticos.

"No mais longo prazo, será necessária uma vacina para prevenir a gonorreia", alerta o diretor do Departamento de Resistência aos Antimicrobianos da OMS, doutor Marc Sprenger.

A organização insiste na importância da prevenção, com "comportamentos sexuais mais seguros, em particular, o uso correto e regular do preservativo".

Publicidade:

Compartilhe a Notícia


COMENTE COM SUA CONTA VIA FACEBOOK
ATENÇÃO: Todos os comentários passam por uma vistoria e só serão aceitos se estiverem cumprindo estas normas; Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.
Caro Leitor,

Este texto não reflete, a opnião do Portal Alagoinhas News, agradecemos sua visita, volte sempre.

Termo de Uso-Anuncie-Contato
Portal Alagoinhas News | O site de notícias de Alagoinhas - Bahia e Região!

Desenvolvido Por: Bloggertheme9

Copyright © 2012 - 2017
back to top